Você sabe harmonizar massas e vinhos?

massas-vinhos-aoredordamesa

Se tem uma dupla culinária que realmente faz o par perfeito em qualquer lugar do mundo são as massas e vinhos. Mas mesmo diante de tanto sucesso, suas variações podem deixar até o maior dos fãs na dúvida sobre qual vinho escolher na hora de pedir ou fazer uma massa.

Quando falamos de paladar, regras não são algo que realmente existem, já que se trata de algo muito individual. Porém, existem algumas dicas que podem facilitar a harmonização e aumentar a experiência sensorial ao combinar massas e vinhos. Confira as dicas que separamos e explore ao máximo essa dupla!

Como harmonizo massas e vinhos?

Quando falamos de harmonização entre massas e vinhos, na verdade, estamos falando da combinação da bebida com o molho escolhido para o macarrão. Uma bom casamento entre os elementos deve equilibrar e evidenciar os sabores. Conheça abaixo algumas das principais combinações entre massas e vinhos.

Molhos à base de tomate

Uma boa parte das massas feitas na Itália são à base de molho de tomate. Vinhos tintos elaborados, como o da uva Merlot, são uma ótima pedida. Esses vinhos geralmente possuem uma boa acidez, mas são leves e delicados.

Sabores frutados, mais puxados para frutas secas, como ameixa e cereja, também são uma boa indicação para combinar vinhos e massas à base de tomate, podendo ser harmonizado com vinhos rosés em geral.

Molhos à base de carne

Não dá pra falar de massas e vinhos sem falar de uma boa macarronada a bolonhesa, não é mesmo? Ou então, de uma boa e tradicional lasanha à bolonhesa.

Esses pratos, por possuírem a presença da carne, pedem vinhos mais encorpados e possuem a acidez certa para combinar com o prato. Entre as opções, as variedades da uva Cabernet Sauvignon são as mais indicadas, podendo ser um francês, italiano ou até mesmo argentino.

Molhos brancos e com queijo

Se é da combinação vinhos e massas com molhos à base de derivados de leite que você é fã, o vinho branco não pode faltar na sua casa.

Molhos à base de manteiga e queijos, por serem mais gordurosos, pedem um vinho mais encorpado com um pouco de acidez para equilibrar o sabor do prato e quebrar um pouco a gordura do molho. Entre as melhores opções estão o Chardonney e Verdelho. Dê preferência para os vinhos que passaram por um amadurecimento em barris de carvalho.

Molhos com frutos do mar

Molhos com frutos do mar, geralmente também vem acompanhados de molhos brancos e por isso também pedem um vinho branco.

Para combinar essa massas e vinhos, a uva Chardonnay, sem passagem por barris de carvalho, é uma ótima pedida pela sua acidez pungente.

Se um vinho tinto for sua preferência, também poderá harmonizar esse tipo de molho com um Pino Noir, que é delicado e bem aceito com o prato.

Molhos picantes

Há ainda quem gosta de uma pitada a mais de sabor na hora de combinar massas e vinhos. Por possuir um sabor marcante, molhos picantes pedem vinhos com maior teor alcoólico e consistência mais pesada para poder equilibrar o paladar.

O Syrah é uma uva bastante indicada para esse tipo de prato, já que possui um teor alcoólico ponderado sem deixar de lado o aroma da pimenta.

Para um jantar romântico, reunião de família ou simplesmente porque você merece, combinar massas e vinhos é uma boa maneira de celebrar a vida no melhor estilo italiano!

Quer saber mais dicas de massas e vinhos e do universo gastronômico? Curta nossa página do Facebook e não perca nenhuma novidade!